O caminho que criei!

O dia seguinte….Acordar foi sossego, descanso e muita vontade! Vontade de algo, de muito, de tudo. Calçar as sapatilhas e vestir roupa de treino era bom e eu queria mesmo voltar aos tempos em que tinha orgulho de mim, em que olhar para o espelho era olhar para um ser bonito e, de facto, existia algum tempo que isso não acontecia! Os meus percursos nunca eram os mesmos, queria quebrar uma rotina tão intensa, andava sozinha por caminhos desconhecidos e sem a preocupação de encontrar sempre o melhor caminho. Procurava os caminhos mais íngremes, mais acidentados durante aquela hora que era minha, das minhas pernas, da minha barriga, do meu corpo. Pois a mente voava, ia e vinha sem dar sinal de estar perdida…mas estava, agora sei que estava! Durante uma hora eu sentia a cabeça vazia, como se não houvesse nada para depois, nada que realmente fizesse sentido, mas os pés andavam, rodopiavam e iam sempre para algum sitio. Parecia que me queriam levar, e levavam!


Deixei cair a mascara! Tive momentos que até fez barulho tal força com que foi recebida a sua queda, mas sempre um sorriso se abria para mim. Descobri novas pessoas, dei carinho a quem mo pedia e lutei por quem queria do meu lado. Adoro falar com estranho, muito embora tenha que lutar com a minha timidez, mas adoro e agora faço-o!


Fiz alguns momentos desaparecerem da minha memória, deixei que não fossem importantes para mim. Tornei-os apenas caminho, asfalto que sei que percorri mas não decorei, não senti nos pés. E deixei alguns a que atribuí a importância que deveriam ter:  “tu és um anjo”, disse-me uma pessoa especial. São esta palavra que revejo vários dias, várias vezes ao dia. Estas palavras fazem-me voltar de cada vez que por um motivo ou outro me deixo ir. Sei agora que uma decisão é poderosa e que não se resume a um momento, que fica para trás. Ela vai até ao presente e permanece ali, à espera que lhe abram caminhos, possibilidades!


Agora sei que não era amor, sei que não era nenhum sentimento aquele que guardava mas um ilusionismo que criei, com muita magia, com muita história e que agora eu tinha descoberto o truque e tinha perdido toda a piada.

Quero ser anjo, fada e fazer feitiços e ser mágica (pois essas existem)!

publicado por Momento de Mudança às 15:51 | comentar | favorito